20 Princípios de Charlotte Mason Explicados (6 ao 11)

Charlotte Mason

Leslie Noelani Laurio

6. Declarar que “Educação é uma atmosfera”, não significa dizer que uma criança deve ser isolada no que pode ser chamado de “ambiente infantil” especialmente adaptado e preparado; mas que devemos levar em conta o valor educacional da atmosfera natural de seu lar, tanto em relação às pessoas quanto às coisas, e devemos deixá-la viver livremente em meio às suas próprias condições. Rebaixar o mundo de uma criança a um nível “infantil” a faz definhar.

6. “Educação é uma Atmosfera” não significa que devemos criar um ambiente artificial para as crianças, mas que usamos as oportunidades no ambiente em que ela já vive para educá-la. As crianças aprendem com as coisas reais no mundo real.

7. Por “Educação é uma disciplina”, refiro-me à disciplina de hábitos formados definitivamente e conscientemente, quer sejam hábitos da mente ou do corpo. Os fisiologistas nos falam da adaptação da estrutura cerebral às linhas habituais de pensamento – isto é, aos nossos hábitos.

7. “Educação é uma Disciplina” significa que treinamos uma criança para ter bons hábitos e autocontrole.

8. Ao dizer que a “Educação é uma vida”, a necessidade de sustento intelectual, moral, tanto quanto físico, está implícita. A mente se alimenta de ideias e, portanto, as crianças devem ter um currículo generoso.

8. “Educação é uma Vida” significa que a educação deve se aplicar ao corpo, à alma e ao espírito. A mente precisa de ideias de todos os tipos, portanto o currículo da criança deve ser variado e generoso com muitos assuntos incluídos.

9. Mas, a mente de uma criança não é um mero saco de guardar ideias; mas sim, se me permitem usar esta figura, um organismo espiritual, com um apetite por todo conhecimento. Essa é a sua dieta apropriada, com a qual está preparada para lidar, e a qual pode digerir e assimilar, tal como o corpo faz com os alimentos.

9. A mente da criança não é uma tábua em branco, ou um balde a ser preenchido. É uma coisa viva e precisa de conhecimento para crescer. Da mesma forma que o estômago foi projetado para digerir o alimento, a mente foi projetada para digerir o conhecimento, e não precisa de treinamento especial ou exercícios para que esteja apta a aprender.

10. Tal doutrina, como defendida por Herbart, de que a mente é um receptáculo em que ideias devem ser lançadas, cada ideia acrescentando a uma “massa de apercepção” de seus semelhantes, lança sobre o professor o estresse da educação – a preparação do conhecimento em pedaços atraentes, apresentados na devida ordem. Crianças ensinadas segundo este princípio correm o risco de receber muito ensino com pouco conhecimento; e o axioma do professor é: “O que uma criança aprende importa menos do que a forma como ela aprende.”

10. A filosofia de Herbart, de que a mente é como uma plataforma vazia esperando para ser preenchida por pedaços de informação coloca uma responsabilidade muito grande sobre o professor, que precisa preparar lições detalhadas que as crianças não aprendem de qualquer maneira, a despeito de todo o esforço do professor.

11. Mas, acreditando que a criança normal tem os poderes mentais apropriados para lidar com todo o conhecimento que lhe é próprio, devemos dar a ela um currículo completo e generoso; cuidando apenas para que o conhecimento que lhe é oferecido seja vital – ou seja, os fatos não sejam apresentados sem suas ideias esclarecedoras.

11. Em vez disso, acreditamos que as mentes das crianças são capazes de digerir o conhecimento real, por isso fornecemos um currículo rico e generoso que expõe as crianças a muitas ideias e conceitos vivos e interessantes.

 

Reproduzido e traduzido com a permissão de Leslie Noelani Laurio, do site Ambleside Online

Traduzido por Arielle Pedrosa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s