“Screen time” – tempo de tela

Alguns anos atrás li uma reportagem interessante sobre pessoas importantes em Silicon Valley, e como controlavam severamente o acesso dos seus filhos à tecnologia que os próprios pais desenvolviam e vendiam. Um destes pais era o Steve Jobs. 

Muitos estudos comprovam que exposição a telas pode ser prejudicial para os nossos filhos. Em nossa casa impomos limites estritos no uso do computador e outras telas. As crianças têm uma hora por semana para jogar ou assistir vídeos no computador ou iPad. Ocasionalmente a família assista um filme ou algum vídeo juntos, mas isto talvez algumas vezes por mês. Além disto, usamos as telas apenas para pesquisa ou para a educação (por exemplo, IXL.com). 

Notamos ao longo dos últimos 20 anos que na medida que as crianças têm mais acesso aos jogos e filmes, elas têm menos capacidade de achar seu próprio divertimento. Crianças viciadas em telas logo logo falam “Não tenho nada para fazer!” quando  estão longe da “droga”. Notamos também que a capacidade de brincar aumentou consideravelmente quando implantamos as restrições severas às telas. 

Hoje as três crianças menores se acordaram e sem nenhuma instrução da parte dos pais, ficaram lendo um livro juntos. Assim Baruch (11) ficou trabalhando sua leitura, e ao mesmo tempo ensinando e divertindo Amara (3) e Asher (7). Agora estão brincando com Legos. O computador e iPad estão com as telas apagadas. 

Limitar o tempo de tela foi uma das melhores decisões que já tomamos como pais. 

2 comentários sobre ““Screen time” – tempo de tela

  1. Republicou isso em Resenha de Mãee comentado:
    Fantástico! O filme Gente Grande, de Adam Sandler retrata um pouco dessa realidade das crianças filhas da modernidade, se podemos chamar assim. Nada como o tempo em família. A esse respeito também recomendo o livro A Experiência da Mesa, de Devi Titus. Sempre lembro do relato da jovem que desistiu de fugir à noite pela janela do seu quarto, para ir a uma balada com amigos. Ela desistiu porque não queria estragar com esse incidente o clima familiar em sua casa e o azedar o melhor de todos os momentos, na opinião dela, que era a hora do jantar quando tosse reuniam à mesa e compartilhavam seu dia. Parece irreal? Sim, já chegamos bem longe disso. Mas ainda é possível. O post prova exatamente isso. Mas num lar dominado pela ajuda telinhas com certeza será bem mais difícil imaginar uma cena assim.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s